Skip links

Planejamento de Mídia II – Conceitos-Chave

Em nosso último material, vimos a importância de adotar um planejamento de mídia sempre que queremos nos comunicar com nosso público de forma eficiente. Porém, para aplicarmos esse planejamento da melhor forma possível, alguns conceitos serão extremamente importantes que você tenha em mente. Neste material vamos falar de alguns dos conceitos mais importante em um planejamento de mídia e como você vai utilizar os mesmos para conseguir alcançar os resultados que você deseja! 

Meta da campanha

Todo planejamento de mídia tem como finalidade a entrega de uma mensagem ao seu público-alvo. Esse é seu objetivo macro. Porém, outros conceitos secundários farão parte no planejamento de mídia para que nossos resultados sejam tangíveis. Quanto mais claros forem os objetivos, mais fácil será traçar um caminho para conclusão. No momento de decidir qual sua meta, opte por algo que seja específico, mensurável, atingível, relevante e temporal (SMART). Dessa forma, você aumenta as chances de ter resultados mais expressivos a partir delas. Alguns exemplos de meta de campanha são, número de ligações, visitas ao site, vendas online e por aí vai. Toda meta também precisa estar associada a um período de tempo para que seus objetivos não se percam pelo calendário. 

Público-Alvo

Assim como ter noção dos parâmetros de distribuição de mídia são importantes, conhecer exatamente quem é o seu público-alvo também é indispensável. Nessa etapa é preciso conhecer essas pessoas e entender suas características. Alguns parâmetros nos auxiliam nessa missão: demográficos, comportamentais e contextuais. Nos dados demográficos vamos entender as características em comum que nosso público possui, onde moram, faixa etária, sexo, classe social e afins. Nas informações comportamentais entendemos como essas pessoas agem, como se comunicam, que lugares frequentam, gostos, preferências e hábitos. E os dados contextuais, são as interpretações que as duas etapas anteriores nos possibilitam, aplicadas a contextos que esse público esteja envolvido.

Mídias

Selecionar quais mídias farão parte da sua estratégia de comunicação é essencial, porém para seguir esse processo precisamos ter claras algumas definições que constituem a mídia. Como, por exemplo, entender os diferentes canais por onde sua comunicação pode performar e como cada uma delas pode gerar resultados distintos. Nesse processo, deve ser levado em consideração as preferências do seu público-alvo no momento de consumir mídia. Suas metas também podem nortear sua decisão em mídia, pois se você pretende atingir o topo ou a base do seu funil de vendas, com reconhecimento de marca ou venda direta, cada canal vai ter um papel diferente para o seu propósito. Vale lembrar que ser visto menos vezes nos contextos certos, tende a ser mais produtivo que ser visto muitas vezes em contextos irrelevantes. 

Orçamento

O orçamento é o valor disponível para tirar nosso planejamento de mídia do papel. Esse dado deve ser considerado em todos os momentos do processo, pois é ele que delimita as possibilidades de abordagens. Nessa etapa deve ser levado em conta o custo-benefício de cada abordagem, quais canais, regiões ou até mesmo contextos são mais propícios para sua comunicação. Sempre considerando a qualidade do seu público-alvo, o alcance e a frequência são dois parâmetros que vale a pena ficar atento.

Alcance, são quantas pessoas viram seu material e a frequência é a média de vezes que cada pessoa foi impactada pela campanha. Como nosso papel é fazer com que nossa mensagem performe da melhor forma possível, garantir largo alcance e um número interessante de impressões (dentro do público-alvo, claro), já é um bom indicativo de performance. Quanto mais você conseguir difundir sua campanha, com o seu orçamento, melhor vai ser a performance do seu investimento.

Medindo os resultados da campanha

Por último e não menos importante, acompanhar os resultados ao longo da aplicação da campanha. Aliás, qualquer decisão que não esteja desempenhando como esperada deve ser repensada e se possível corrigida para que esses resultados possam ser potencializados. Algumas métricas que devemos estar sempre de olho, são aquelas que indicam como nossa campanha está se comportando, como alcance, frequência, acessos ao site, ligações, vai depender de qual seu objetivo, não é difícil identificar. Esse acompanhamento deve ser feito de forma periódica e sempre levando em consideração seu orçamento. Garantindo assim que você não tenha nenhuma surpresa no processo! 

O planejamento de mídia tem o intuito de organizar futuras ações que serão decisivas para o bom resultado de sua campanha. Estar ciente dos conceitos que fazem parte dessa jornada é indispensável para entender o processo. Em nosso, próximo material vamos conversar sobre algumas ferramentas que serão suas aliadas na execução de sua campanha. Fique conectado na Zads!