Skip links

4 Previsões sobre o Mercado de Mídia para 2022… ou antes

O mundo está em constante evolução e a partir da última década, essas mudanças vem acontecendo em um ritmo cada vez mais acelerado. Esses acontecimentos têm afetado diretamente a forma como pessoas ao redor do mundo vivem, desde como se comunicam até como consomem. Afetando assim, economias inteiras, e claro que o mercado da comunicação está inserido nessa repaginada. Basta olharmos para a estrutura de veículos de comunicação no início dos anos 2000 para vermos o quão expressiva são essas mudanças quando comparamos com o cenário atual. Tão importante quanto analisarmos nossos contextos passados, estar atualizado de previsões e inovações da área é essencial para se manter conectado com um mercado que não para de evoluir. Pensando nisso, na tentativa de prever como será o mercado de mídia em 2022, reunimos neste artigo informações das maiores consultorias globais para destacar quais assuntos você deve manter em seu radar.

Compra de Mídia Self-Service

O conceito self-service extremamente difundido pelo ramo alimentício, deixa claro o objetivo desse item entre nossas previsões. As pessoas buscam cada vez mais processos desintermediados, onde com o auxílio de ferramentas esse público consiga desenvolver seu processo dentro de uma plataforma. Ao invés de tratar com um representante, esse perfil de público busca se inteirar dos assuntos que lhe são pertinentes e evitam auxílio humano desnecessário. Na publicidade, vemos esse conceito revolucionando o compra e venda de mídia.

Nos últimos anos um imenso volume de verba publicitária vem se reinventando em plataformas de compra de mídia self-service, e essa curva só tende a acentuar. Uber, Ifood, Rappi e bancos digitais são exemplos desse movimento. Sistemas de anúncios como o do Google e o Facebook lideram na venda de anúncios por autoatendimento. Deixando em aberto um exemplo a ser seguido pelo mercado independente dos meios em que o anúncio será exibido. Difundindo assim, o conhecido approach de vendas que sintetiza a jornada com dados, insights, simplicidade de uso, disponibilidade, transparência e zero burocracia.

Publicidade contextual e livre de cookies

A reestruturação das normas de coleta e armazenamentos de dados pela LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) está fazendo com que o mercado busque novos caminhos para auxiliar na segmentação de campanhas. A publicidade contextual se demonstra como uma tendência pois proporciona um ambiente muito criativo para agências e marcas. Abrindo assim, uma nova janela de oportunidades para os veículos, além de assegurar a privacidade da audiência emancipando os principais problemas gerados por cookies de terceiros. O rastreamento do seu público-alvo passa a ser um estudo sobre pessoas, entendendo quem são e em quais cenários eles estão inseridos.

Essa comunicação se torna mais relevante e efetivamente útil para aqueles que são impactados, além de criar uma conexão positiva com a marca. Conhecendo essa necessidade veículos podem trabalhar seus conteúdos de forma direcionada para acolher melhor esses anunciantes, criando contextos seguros e relevantes para seus públicos. Além de proporcionar uma melhor experiência em sua programação. Afinal, para empresas de mídia, a publicidade contextual devolve a autonomia sobre as estratégias de monetização. A segmentação de audiência baseada em relevância e afinidade do conteúdo, favorece o principal ativo das empresas de mídia – seu conteúdo – que passa a depender exclusivamente de dados próprios para entregar toda sorte de anúncios para o público. Em outras palavras, Bill Gates continua certo desde 1996: “Content Is King”.

Publicidade Omnichannel

Com a crescente variedade de dispositivos de conexão, as marcas têm tido que se reinventar para conseguir manter uma comunicação clara com seu público. Independentemente de como esse acesso esteja sendo feito. Afinal, mais do que estar presente em multicanais, o omnichannel busca oferecer uma experiência integrada. Esse movimento que coloca o cliente como foco da estratégica e possibilita uma conexão fluida, sem intermediações, é um forte candidato para as previsões de 2022.

O modelo de comunicação integrada já é adotado por grandes empresas como, por exemplo, Apple, Polishop e a Magazine Luiza. Não é de se estranhar que essas mesmas companhias são destaques no relacionamento com seus clientes. Afinal, não basta ter um processo de gerenciamento super eficiente se no momento de troca com o consumidor sua mensagem não é clara. A implementação de uma comunicação omnichannel conta com a diminuição de barreiras entre o físico e digital, atendimento personalizado, utilização de dados, adoção de automatizações além de uma padronização dessa comunicação. Por fim é um movimento desafiador, porém ele traz mudanças importantes para se manter conectado com um mercado que frequentemente se revolucionar.

Customer Obsessed

O termo Customer Obsessed caracteriza empresas que de forma contínua buscam agregar valor à experiência de seus clientes. Por meio de coletas de feedbacks regulares e pela identificação e solução das necessidades desse público. Buscando assim, gerar resultados na retenção e lealdade do seu consumidor. Para adotar esse método, empresas precisam prover assistência rápida e eficaz, se preocupar com cada detalhe da experiência de usuário, habitualmente analisar dados de seus clientes e focar na qualidade de seu público antes da quantidade.

A revolução digital possibilitou que as pessoas abrissem diálogos com as marcas, e claro que essas pessoas vão apreciar um atendimento que valoriza sua experiência. Não é à toa que o “obsessão pelo cliente” é uma tendência tão forte, correndo o risco de pôr em xeque aqueles que não se inteirem de quem é verdadeiramente seu público. Ao passo que, seu cliente entende seu interesse em ajudá-lo, aumenta a probabilidade de compra e de fidelização desse público.

Essas são apenas algumas das previsões de mercados para os próximos anos. No ritmo que seguimos em pouco tempo essas tendências já estarão sendo amplamente aplicadas no mercado e assim novas previsões surgirão. Por fim, para manter-se informado e sempre olhando para o que está por vir, conecte-se com a Zads.